Notícias

Fraternidade sem Fronteiras lança campanha direcionada para as comunidades indígenas de MS, MT e do Paraguai

Será a terceira etapa da Campanha Viver Fraternidade com o objetivo de arrecadar alimentos, materiais de higiene e itens de proteção aos indígenas



Brasília, 27 de julho de 2020 – A organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) lançou na sexta-feira (24), a terceira etapa da Campanha Viver Fraternidade – Coração Curumim – direcionada, exclusivamente, para as comunidades indígenas dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além das do país vizinho ao Brasil, o Paraguai. Durante um mês, a meta é arrecadar o valor de R$1mi para a montagem de kit com alimentos, materiais de higiene e itens de proteção (lanterna, lona, capa de chuva, máscaras, colete, cobertor, termômetro e álcool-gel); e ainda, para perfuração de poços que possibilitem o fornecimento de água limpa aos indígenas.

“A gente sempre trabalhou com as populações mais vulneráveis, e agora chegou o momento de olhar para as comunidades indígenas”, afirma o fundador-presidente da FSF, Wagner Moura Gomes. “É como se o amor que guia a Fraternidade fosse voltado agora para a honra e o respeito com a nossa ancestralidade”, complementa o diretor de Relações Públicas da FSF, Andrei Moreira.

As doações podem ser em valores a partir de R$50 pelo site da FSF ou fisicamente em dois postos de coleta em Campo Grande/MS e Cuiabá/MT, que receberão alimentos, materiais de higiene e proteção descritos no site.

A campanha pretende atender, neste primeiro momento, 50 comunidades indígenas das etnias Terena, Xavantes, Guarani e Kaiowá e Xavantes. O trabalho é inédito para a Fraternidade sem Fronteiras, que irá direcionar ajuda humanitária aos indígenas. Para este começo, a Organização contou com o apoio e a indicação de três instituições brasileiras Coletivo Terra Vermelha, Instituto Amigos do Coração e a Rede de Apoio e Incentivo Socioambiental (RAIS) que já atendem indígenas nas regiões brasileiras e paraguaia.

“Sabemos que o desafio é grande pela meta traçada e pelos objetivos que queremos alcançar, mas temos certeza que haverá uma grande sensibilização das pessoas em nos ajudar. As outras etapas da Campanha Viver Fraternidade nos mostraram que é possível fazer o bem a quem mais precisa neste momento”, explica confiante Ângela Araújo, gerente de Voluntariado FSF.

Sobre a Campanha Viver Fraternidade – lançada, em abril, durante o IV Encontro Fraternidade sem Fronteiras, já foram realizadas duas etapas com arrecadação de R$2mi 106 mil 500 suficientes para a compra de 42.130 cestas básicas distribuídas para 69 instituições brasileiras e 39 centros de acolhimento na África. Ao todo, as duas etapas levaram alimentos para 13 mil 362 famílias no Brasil e 16 mil famílias africanas. O objetivo é arrecadar alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade provocada pela pandemia da Covid-19.

Sobre a Fraternidade sem Fronteiras – A FSF é uma Organização humanitária e Não-Governamental, com sede em Campo Grande (MS) e atuação brasileira e internacional. A instituição possui 53 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, oferece alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara.

Todos os trabalhos são mantidos por meio de doações e principalmente pelo apadrinhamento. Com R$ 50 mensais é possível contribuir com um projeto e fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.fraternidadesemfronteiras.org.br

(61) 3340-4448 Copyright 2013 · Todos os direitos reservados · www.proativacomunicacao.com.br