Notícias

Vinho é a bebida mais indicada para o cardápio da Semana Santa

De tintos a brancos, a iguaria possibilita que o menu do feriado seja leve, divertido e cheio de sabor



Brasília, 16 de abril de 2019 – A Semana Santa é uma época de muita celebração. O feriado que antecede a Páscoa, além de ser rico em significado, também possui como característica cardápios variados e saborosos. Para acompanhar as comidas típicas desse período, é importante compreender um pouco mais sobre a harmonização de vinhos, afinal, a bebida é o complemento ideal para uma refeição perfeita.

Buscando atender as dúvidas acerca do tema, a GB Vinhos separou seis rótulos que merecem uma atenção especial durante a semana celebrativa. Afinal, qual é a melhor escolha entre o tinto e o branco?

“Como não comemos carne na Sexta-Feira Santa, escolhemos – dentre tantas opções – o bacalhau como o prato principal. Seja acebolado ou com natas, ele é uma ótima escolha para ser apreciado com vinhos brancos mais leves, mas, especialmente, com espumantes roses”, aconselha Vitor Lago, sommelier da GB.

Entre as opções, os espumantes 78 Rosé (R$ 105) e Foss Marai Röos (R$ 125) são os mais indicados. O vinho branco Las Ninas Chardonnay (R$ 129,30) também pode ser uma alternativa para os que desejam ousar no menu.

É interessante também combinar chocolates de Páscoa com a bebida. Apesar dessa junção gastronômica ser pouco utilizada no dia a dia, a harmonização entre o vinho e o doce pode proporcionar experiências incríveis.

Para chocolates brancos, é recomendado o consumo de vinhos de colheita tardia, isto é, vinhos com uvas deixadas na videira por semanas, além da data ideal de colheita. Esse fator aumenta a concentração de açúcar residual na uva e diminui um pouco o teor alcoólico. “O chocolate branco é, normalmente, o mais doce e, por isso, precisa de um vinho equivalente para combinar. Sugerimos o Nederburg Noble Late Harvest (R$ 95,10)”.

Em contrapartida, o chocolate amargo ou ao leite pedem por um tinto. “São vinhos de sobremesa, porém diferentes de vinhos de colheita tardia. O processo de fermentação é interrompido para que mais álcool possa ser “injetado”. Eles são vinhos fortificados com adição de aguardente”, pontua Lago.

Os rótulos Taylor’s Porto Late Bottle Vintage (R$ 258,60) e o Las Niñas Syrah Carménère (R$ 82,95) são os mais consumidos com esses doces. Caso os vinhos de sobremesa não agradem ao paladar, ainda há a possibilidade de buscar um tinto da uva Syrah, que possui corpo médio.

“O vinho permite várias combinações. É possível encontrar a harmonia perfeita entre a bebida e vários tipos de alimentos. O que não se deve fazer é: ter medo de provar. É preciso estar aberto a novas experiências gastronômicas”, relata o sommelier.

COMO HARMONIZAR

Chocolate branco: Consumo de vinhos de colheita tardia, isto é, vinhos com uvas deixadas na videira por semanas, além da data ideal de colheita;
Chocolate amargo e ao leite:
Vinhos tintos (de sobremesa).

Sobre o GB Vinhos – Brasília é, hoje, um dos principais mercados de vinho do Brasil. O início da GB Vinhos se deu juntamente com os primeiros passos da capital neste mercado. A empresa foi responsável por criar grandes eventos, como a Wine ’n Music, WineSet e a organização de uma das maiores feiras de vinhos nacionais, a Vinum Brasilis. O projeto é uma parceria dos empresários Guto Jabour, Luiza Melo e Maria Eduarda Mendes.

SERVIÇO:

GB VINHOS
SAAN Quadra 2, Lotes 420 a 440 – Brasília, Brasil
(61) 3793-0003
contato@gbvinhos.com.br

ASSESSORIA DE IMPRENSA – GB VINHOS
Proativa Comunicação
Contatos: Gabriella Collodetti (61) 99308-5704 / Flávio Resende (61) 99216-9188
Tel: (61) 3242-9058
E-mail: proativa@proativacomunicacao.com.br
Facebook/ Instagram/Twitter: @ProativaC

(61) 3242-9058 SIG Quadra 1 Lotes 495, 505, 515, Ed. Barão do Rio Branco, Salas 209/210, CEP: 70610-410 Brasília – DF
proativa@proativacomunicacao.com.br
Copyright 2013 · Todos os direitos reservados · www.proativacomunicacao.com.br